Conheçam as principais doenças sejam elas relacionadas ao trabalho ou não que mais geram o afastamento dos colaboradores

Por: Ricardo Junior

Quantas horas do seu dia você gasta com o trabalho? Muito provavelmente as atividades profissionais acabam consumindo uma grande parte do seu dia certo?

Todavia, em algumas situações os trabalhadores podem ser acometidos por doenças causadas pela rotina do trabalho, ou ainda que mesmo não fosse à decorrência do trabalho podem ocasionar prejuízos a suas funções laborais.

Nesse sentido muitas doenças, sejam elas causadas pelo trabalho ou não, podem ocasionar o afastamento, que por sua vez, podem causar prejuízos além de comprometer sua produtividade na empresa.

No caso do afastamento do trabalho devido a uma doença, essa é uma situação que atualmente acaba ocorrendo com mais frequência do que imaginamos.

Até pouco tempo atrás as principais causas de afastamento ocorriam em decorrência de acidentes, hoje, os transtornos mentais como ansiedade e depressão também estão entre as principais doenças que geram a situação.

Diante de diversos fatores que podem causar doenças e que por consequência geram o afastamento do trabalho, hoje abordaremos as principais delas para você ter conhecimento dessa situação.

Transtornos mentais como depressão e ansiedade
Os transtornos mentais como a depressão e ansiedade são um dos principais motivos que levam os trabalhadores ao afastamento de suas atividades laborais.

De acordo com dados da Organização Mundial de Saúde (OMS), cerca de 18 milhões de brasileiros sofrem com a ansiedade, ou seja, uma média de 9,3% da população, colocando o país como líder no ranking da doença.

A situação é semelhante para os casos de depressão em que afeta 5,8% de toda população (12 milhões de pessoas), levando o Brasil a ter a maior taxa da América Latina.

Essas doenças mentais afetam homens e mulheres de todas as idades e como consequência acabam provocando o afastamento das atividades laborais.

Acidentes de trabalho
Acidentes no ambiente de trabalho também são responsáveis por gerar grande parte dos afastamentos dos trabalhadores de suas devidas atividades.

Seja por fraturas, lesões, má utilização de ferramentas, cortes por descuido ou até mesmo pela não utilização dos EPIs são alguns dos principais motivos relacionados ao acidente de trabalho e geram o afastamento do trabalhador.

Dor nas costas
Outra situação que aumenta a cada ano é relacionada a dor nas costas e problemas na coluna, comumente estes problemas são relacionados à ergonomia.

Todavia, existem outras doenças ou traumas da coluna que também estão frequentemente ligadas ao afastamento dos trabalhadores de suas atividades laborais.

Lesão por esforço repetitivo (LER)
A lesão por esforço repetitivo, muito conhecido como LER, se trata de uma doença crônica que afeta o desempenho do trabalhador ao atingir nervos, ligamentos, músculos e tendões.

A LER está se tornando cada vez mais comuns nos ambientes de trabalho, principalmente nos casos de pessoas que acabam desempenhando tarefas manuais e repetitivas.

Hérnia inguinal
A hérnia inguinal pode acometer tanto os homens quanto as mulheres e também não necessariamente está relacionada aos problemas no ambiente de trabalho.

Contudo, esse é um problema que possui um índice muito alto quando relacionado ao afastamento do trabalho em decorrência de doença.

Doenças do coração
Normalmente relacionados a condições genéticas, má alimentação e também ao sedentarismo. O estresse no ambiente de trabalho muitas vezes é um agravante para quem sofre com alguma doença do coração.

Como consequência, temos anualmente um número maior de pessoas hipertensas, que muitas vezes se origina de uma rotina estressante no trabalho e também pode gerar o afastamento do trabalhador.

Fonte: Jornal Contábil, 17 de maio de 2022.

https://www.jornalcontabil.com.br/6-doencas-que-mais-geram-afastamento-do-trabalho/