Fica permitido utilizar cartões pré-pagos ou serviços de pagamento

Por: Gabriela Valente

O governo decidiu permitir que brasileiros recebam salários em instituições não bancárias. O Conselho Monetário Nacional (CMN) aprovou nesta quinta-feira uma resolução que autoriza o trabalhador a fazer a portabilidade do seu salário para instituições de pagamentos a partir do dia 1º de julho. Com isso, fica permitido receber o dinheiro por meio de cartões pré-pagos de empresas que não são bancos, como fintechs (startups financeiras) como a NuBank e até serviços de pagamento como o Paypall e o PagSeguro.

— Portabilidade do salário já era possível. A novidade é que, agora, pode transferir para conta de pagamentos e não apenas conta corrente — falou a chefe do departamento de Normas do BC, Silvia Marques, que ainda explicou: — Oferecer um pouco mais de opções para o beneficiário. Hoje, ele já pode escolher o banco e, agora, vai poder escolher agora também uma instituição de pagamento.

Outra mudança estabelecida pelos conselheiros é que o trabalhador poderá solicitar a portabilidade na instituição de destino. Antes, o correntista tinha de ir até ao banco que o empregador escolheu e pedir a transferência para outro.

— É como já acontece hoje na telefonia celular — disse Silvia.

Ela explicou ainda que o CMN aumentasse os requisitos de transparência. As instituições devem dar aos clientes uma série de informações sobre as contas salário. Entre elas, estão os diretos dos correntistas. O principal dele é que a transferência do salário não pode ser cobrada.

Fonte: O Globo, 22 de fevereiro de 2018.

https://oglobo.globo.com/economia/salario-podera-ser-recebido-fora-da-conta-bancaria-22423967