Além disso, existem outros intervalos destinados a profissões específicas ou em razão de uma condição especial do funcionário. Como exemplo pode-se citar:

O intervalo de 20 minutos de descanso a cada 3 horas para o telefonista.

A pausa de 20 minutos a cada 1h40 para os trabalhadores em frigoríficos.

O intervalo de 10 minutos a cada 90 minutos para os digitadores.

Dois intervalos de 10 minutos cada para os operadores de telemarketing.

Dois intervalos de 30 minutos cada para amamentação.

Quinze minutos de descanso para mulheres e menores de 18 anos antes de começar a fazer horas extras.

Esses intervalos são obrigatórios, de modo que o funcionário não pode abrir mão deles. Caso eles não sejam concedidos, haverá direito ao recebimento desse período como hora extraordinária.

Fonte: Revista Exame.com, 28.07.2016

http://exame.abril.com.br/carreira/noticias/quais-pausas-no-trabalho-a-empresa-e-obrigada-a-conceder