“Acho que temos de encarar como uma nova eleição, esperar, ver o que ela pretende fazer e até que ponto a presidente absorverá o que foi proposto”, disse. “Foi eleição muito dividida, mas sem programa de governo para discutir”, completou alcunhado de Caio Carvalho.

 Carvalho afirmou, ainda, que mesmo com a crise econômica e a divisão política no País, o agronegócio conseguiu se destacar nos últimos anos pelos bons resultados de safra e de preços, no geral. No entanto, para 2015 a expectativa é de uma queda nos preços das commodities, principalmente dos grãos, o traria dificuldades aos produtores brasileiros. “Vamos ver como o governo vai encarar a fase de baixa do agronegócio”, concluiu.

 Fonte: Avicultura Industrial Notícias, 28 de outubro de 2014.

http://www.aviculturaindustrial.com.br/noticia/presidente-da-abag-diz-que-e-preciso-dar-tregua-ao-novo-governo/20141028093523_X_582