1) Entender as emoções
Segundo Tyler Parris, autor do livro “Chief of staff: the strategic partner who will revolutionize your organization”, é importante que o profissional processe e entenda as suas emoções quando estiver se sentindo calmo. Ele sugere iniciar começando a reconhecer o que são essas emoções. “Depois, ele deve entender como vai responder a tudo isso de uma forma mais produtiva”. Emoções guardadas podem se transformar em um comportamento ruim.

2) Nova liberdade
Uma boa forma de se manter ocupado e ativo e buscar continuar com a mesma rotina que tinha antes. Dormir oito horas, acordar cedo ou ir para o centro da cidade são algumas das atividades que devem ser mantidas. Ficar em casa de mau humor não vai ajudar em nada.

3) Ressentimento de lado
Ter ressentimento do antigo local de trabalho e dos colegas é comum. Mas, muitos deles também estão tentando sobreviver como o profissional que foi demitido. Para afastar esses pensamentos negativos, o profissional falar com os ex-colegas ou com o antigo chefe e agradecer pelo aprendizado e por ter trabalhado com eles.

4) Lista com as maiores realizações
“É normal perder a confiança depois de ser demitido e sentir que esse revés terá repercussões duradouras. Mas enquanto o profissional estava empregado, ele contribuiu muito”, afirma Lynn Taylor, especialista em ambiente de trabalho e autor do livro “Tame your terrible office tyrant: how to manage childish boss behaviour and thrive in your job”. Lynn indica que o profissional faça uma lista rápida com as suas maiores realizações para se lembrar do conjunto de habilidades valiosas que ele tem.

5) Empresa de uma pessoa só
O profissional pode encontrar seus “clientes” (lugares ou pessoas com quem ele possa querer trabalhar) e fazer uma lista com ideias para cada um deles. Assim, ele se mantém ativo e ainda pode conseguir fazer novos negócios.

6) Lista de despesas
A demissão pode trazer novas perspectivas para o orçamento do profissional e isso precisa ser levado em conta. Como não é possível determinar em quanto tempo um novo emprego vai surgir, é importante manter as contas em dia e reduzir os gastos.

Fonte: G1/Economia, 22 de março de 2016.

http://g1.globo.com/economia/concursos-e-emprego/noticia/2016/03/o-que-fazer-depois-de-perder-o-emprego-veja-6-dicas.html