Três funcionários morreram e um ficou ferido, informou o Corpo de Bombeiros. Vizinho afirmou que casas chegaram a tremer com a explosão.

A Polícia Civil de Charqueada (SP) instaurou inquérito para apurar as causas e possíveis responsabilidades da explosão em uma indústria química que deixou três funcionários mortos e um ferido nesta terça-feira (9). Segundo a polícia, as vítimas fatais têm 20, 30 e 31 anos. Os corpos foram encaminhados ao Instituto Médico Legal (IML) de Piracicaba (SP). A empresa, chamada Biocapital Participações, fica no Bairro Bela Vista.
Segundo a Polícia Civil, as vítimas fatais são Igor Barros da Silva, de 20 anos, Luis Gustavo dos Santos, de 31 anos, e Claudio Bozzo Júnior, de 30 anos. Dois deles eram contratados pela Biocapital e outro era um funcionário terceirizado.
O homem que sofreu ferimentos leves chama-se Cléber da Cruz Bernardino, 34 anos e foi encaminhado ao Hospital e Maternidade Beneficente de Charqueada. O hospital informou que o atendimento ocorreu no pronto-socorro da unidade e a vítima está em observação. Ele foi atingido por estilhaços.
A explosão ocorreu às 9h em um reator com óleo, segundo um funcionário ouvido pela EPTV que pediu para não ser identificado. O equipamento, que fica nos fundos da indústria, estava alvejando óleo de soja refinado, conforme o funcionário.
Após a explosão, foi acionada a equipe de brigadistas da empresa, o Corpo de Bombeiros e o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), que atenderam as vítimas.
De acordo com o funcionário, a empresa funciona desde 2006 na cidade e tem 64 funcionários. Com a ocorrência, todos foram dispensados do trabalho. A empresa produz materiais químicos, como plastificantes, óleos ésteres, entre outros. O G1 entrou em contato com a empresa, mas não houve retorno até esta publicação.
Funcionários foram dispensados do trabalho após explosão em indústria de Charqueada
Casas tremeram, diz vizinho
Um morador que deu entrevista à EPTV e pediu para não ser identificado afirmou que as casas do entorno da indústria chegaram a tremer no momento da explosão. “Eu ouvi uma grande explosão, tremeram as casas, foi um barulho muito… Deu até para sentir a pressão do impacto que foi”. “Levei um susto, foi um barulho enorme”, completou o morador.
O homem também informou que houve três quedas de energia logo após a explosão. “Aí o pessoal saiu tudo correndo, gritando, chorando. Várias pessoas saindo correndo de lá de dentro”, relatou.

Cetesb acionada
A Companhia Ambiental do Estado de São Paulo (Cetesb) foi acionada. Por nota, a Cetesb informou às 13h30 que uma equipe da Agência Ambiental de Piracicaba está no local, “mas, como o Corpo de Bombeiros realiza o rescaldo das áreas, não foi possível entrar na empresa”.
Além disso, a Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), que é o órgão regulador deste tipo de indústria foi procurada pela reportagem e não retornou até esta publicação. O Corpo de Bombeiros e peritos técnicos investigam o que provocou a explosão do equipamento.

Fonte: G1/ Piracicaba e Região, 09 de outubro de 2018.

https://g1.globo.com/sp/piracicaba-regiao/noticia/2018/10/09/mortos-durante-explosao-em-industria-de-charqueada-tinham-entre-20-e-31-anos-policia-apura.ghtml