Entre julho e setembro deste ano, a geração de caixa da JBS medida pelo lucro antes de juros, impostos, amortizações e depreciações (Ebitda) mais que dobrou, para 3,6 bilhões de reais.

“O desempenho é atribuído aos resultados positivos registrados nas operações de aves, suínos e bovinos nos Estados Unidos e também aos bons números apresentados pela JBS Foods (divisão de aves, suínos e processados no Brasil)”, afirmou a empresa em nota.

A receita líquida da companhia somou 30,78 bilhões de reais no terceiro trimestre, aumento de 27,1 por cento ante o mesmo período de 2013. Os destaques foram o Mercosul, que registrou aumento na receita de 14,8 por cento, e a operação da JBS USA de carne bovina, com aumento de 24,7 por cento.

Segundo a companhia, as melhoras operacionais apresentadas pelas unidades no Brasil e no mundo ao longo de 2014 também permitiram que a companhia reduzisse expressivamente seu grau de alavancagem, um indicador que sempre preocupou o mercado, considerando o histórico de grandes aquisições da companhia.

A relação entre a dívida líquida da JBS e seu Ebitda recuou para 2,54 vezes ao final de setembro deste ano, ante 4,03 vezes no terceiro trimestre do ano passado e ante 3,15 por cento no segundo trimestre deste ano.

“A redução da alavancagem decorre da melhora do desempenho operacional da Companhia nos últimos 12 meses, além da forte geração de caixa livre no período”, disse a empresa.

No terceiro trimestre deste ano, a companhia registrou um caixa operacional superior a três bilhões de reais, dos quais, 2,13 bilhões de reais em caixa livre (após investimentos).

 Fonte: Diário do Comércio Indústria & Serviços, 12 de novembro de 2014.

 http://www.dci.com.br/agronegocios/lucro-liquido-da-jbs-cresce-5-vezes-e-supera-r$-1-bi-no-3º-trimestre-id426177.html