03/01/17

A Braslo, empresa do grupo JBS/Friboi, localizada em Osasco regularmente é denunciada por fazer com que os trabalhadores, mesmo doentes e com atestados médicos, retornem ao trabalho e quando não conseguem esse objetivo, demitem o funcionário.

Já houve caso da Braslo demitir funcionários por justa causa com a alegação infundada de funcionário ter fraudado atestado. Mesmo o funcionário indo ao ambulatório e apresentando declaração comprovando que o documento era verdadeiro, a empresa ignorou completamente manteve a demissão.

A lei do grupo JBS/Friboi é: sofreu acidente, adoeceu e teve que se ausentar da fábrica, não serve. Para esse verdadeiros “açougueiros”,  trabalhador tem que se sujeitar a trabalhar nas piores condições de segurança, adoecer e morrer de trabalhar, sem reclamar.

Apesar dos inúmeros acidentes em virtude das condições precárias dentro dos setores da fábrica, a Braslo se nega a fornecer o Comunicado de Acidentes de Trabalho (CAT), quando estes ocorrem. Desta forma apresentam baixos índices de acidentados e vendem a imagem de “confiança” em seus produtos.

O desrespeito às leis que eles mesmos assinaram é todo o dia.
Se o trabalhador está às vésperas da aposentaria correrá o risco de ser demitido, pois já ocorreram vários casos onde a empresa, desrespeitando a Convenção Coletiva dos Trabalhadores nas Indústrias da Carne e do Frio do Estado de São Paulo, agiu desta forma.
Conforme a Convenção Coletiva, os trabalhadores que estão para se aposentar, restando dois anos para completar o tempo, não podem ser demitidos, mas, a empresa passa por cima das normas e depois conta com a morosidade da justiça (quando se trata dos interesses dos trabalhadores) e de outros truques comumente usados pelos capitalistas para defender seus lucros acima de tudo.

Contras as arbitrariedades dos patrões, é necessário que os trabalhadores se organizem junto ao Sindicato, participando das reuniões por ele convocados para debater os problemas na fabrica.

Fonte: Diário Online Causa Operária, 03 de março de 2017.

http://causaoperaria.org.br/jbsfriboi-persegue-e-demite-trabalhadores-doentes/