Trabalhadores temem custos com atendimento médico

Por: Guilherme Cavalcante

Funcionários da Unidade II da JBS, em Campo Grande, sofreram intoxicação alimentar supostamente após almoço servido na unidade, que fica na BR-060, saída para Sidrolândia. Os trabalhadores, que são de diversos setores, relatam ter passado mal após almoço servido na quarta-feira (28), cujo cardápio contou com arroz, feijão, maionese e escondidinho de carne.

Por volta das 23h, funcionários do frigorífico teriam começado a passar mal, já fora do expediente. Nesta manhã, os sintomas da intoxicação alimentar teriam se agravado. De acordo com os relatos, aproximadamente 80 funcionários teriam sido encaminhados a hospitais pela empresa.

Os trabalhadores receiam, ainda, terem que arcar com os custos das despesas médicas, já que estariam sendo encaminhados a hospitais da rede particular e podem ter a cooparticipação do plano de saúde descontada do salário –  eles consideram que a empresa é responsável por arcar com as despesas de plano de saúde, por ter ocasionado a intoxicação.

A reportagem acionou a assessoria de imprensa da JBS em Campo Grande. Por meio de nota, o frigorífico informou que cerca de 60 colaboradores da unidade de Campo Grande II, localizada na Rodovia BR 060, procuraram o setor de recursos humanos na manhã desta quinta-feira relatando mal-estar.

De acordo com a JBS, os funcionários “foram prontamente atendidos na enfermaria local e encaminhados para atendimento médico. As causas estão sendo investigadas e a Companhia segue prestando toda a assistência aos colaboradores”, conclui a nota.

As atividades seguem em normalidade na unidade do frigorífico.

Fonte: Midiamax, 28 de março de 2019.

https://www.midiamax.com.br/cotidiano/2019/cerca-de-300-funcionarios-da-jbs-em-campo-grande-passam-mal-apos-almoco/