Empresa que é destaque mundial já deu férias coletivas de três meses, diz site local

Por: Thiago de Souza

O fechamento de uma unidade do JBS em Ponta Porã, deve levar à demissão de cerca de 320 trabalhadores. A empresa começou a abater bovinos na região de fronteira há dez anos.

Segundo o Brasiguaio News, a expectativa que a empresa feche oficialmente nos próximos dias. O grupo, um dos maiores do mundo, tinha dado férias coletivas de três meses para os trabalhadores.

O site local divulgou um áudio, onde um suposto colaborador avisa os colegas sobre o fechamento da unidade na fronteira. O trabalhador diz que tinha acabado de sair de uma reunião, onde a decisão teria tomada.

O autor do áudio, que não teve o nome revelado na gravação, garante que ninguém ficará sem receber os direitos trabalhistas.

Sem abates
Ainda segundo o site, a JBS suspendeu – temporariamente – a compra de bovinos nas 11 unidades que fazem especificamente esse serviço, no Mato Grosso.

A Associação os Criadores do Mato Grosso, a Acrimat, confirmou a suspensão, que começou na terça-feira (5).

O que diz a JBS
A empresa disse que a medida foi necessária para ‘’evitar estoques’’. O Brasiguaio News destacou que as plantas da JBS processam 21 mil animais por dia.

Em nota, a JBS comunicou que “no momento está operando seu abate conforme o previsto nesta semana, no entanto, está avaliando o mercado e vai adotar as medidas necessárias para adequação do volume 21 de produção à demanda de mercado.

A Acrimat informou à imprensa do Mato Grosso, que fora informada, por telefone, que o abate está suspenso durante a semana. O motivo é que os compradores do mercado externo estariam pedindo prazo maior para analisar as possibilidades de embargo.

Fonte: Top Midia News, 07 de abril de 2022.

https://www.topmidianews.com.br/interior/fechamento-da-jbs-deve-deixar-320-funcionarios-sem-emprego-em-ponta/162675/