Receita com exportações de carne bovina atingiu US$ 690,7 milhões no mês

Por: Luiz Henrique Mendes

As exportações brasileiras de carne bovina (fresca, refrigerada ou congelada) tiveram o melhor julho da história. A China vem sustentando o forte crescimento das exportações em 2020.

A Secretaria de Comércio Exterior (Secex) informou nesta segunda-feira (3) que os embarques de carne bovina ao exterior somaram 169,2 mil toneladas no mês passado. De acordo com Lygia Pimentel, sócia-diretora da consultoria Agrifatto, é o maior volume exportado para o mês de julho.

Trata-se de um crescimento de 27% ante as 133,2 mil toneladas comercializadas em julho de 2019.

Em receita, os embarques de carne bovina totalizaram US$ 690,7 milhões, crescimento de 30,2% na comparação anual.

China puxa embarque de carne suína
Para a carne suína (fresca, refrigerada ou congelada), também houve forte crescimento, impulsionado pela maior demanda chinesa.

No mês passado, os frigoríficos exportaram 90,2 mil toneladas, incremento de 46,7% na comparação com as 61,5 mil toneladas comercializadas no mesmo período do ano passado, de acordo com a Secex.

A receita com exportações de carne suína somou US$ 191,5 milhões no mês passado, alta de 36,1% ante o mesmo mês do ano passado.

Frango ladeira abaixo
Em contrapartida, os embarques de carne de frango voltaram a cair.

Em julho, o Brasil exportou 337,5 mil toneladas de carne de aves e miúdos (frescas, refrigeradas ou congeladas), redução de 9,2% ante as 371,8 mil toneladas, exportada em julho do ano passado.

A queda em receita foi ainda maior. Pressionada pela desvalorização dos preços da carne de frango no mercado internacional, a receita com as vendas atingiu US$ 446,8 milhões, retração de 28,9%.

Fonte: Valor Econômico, 03 de agosto de 2020.

https://valor.globo.com/agronegocios/noticia/2020/08/03/exportacao-de-carne-bovina-tem-melhor-julho-da-historia.ghtml