Unidade de Lindoia do Sul deve retornar até o fim do mês.

Por: Luan de Bortoli – 09/02/17 – 08h31

O retorno atrasou, mas a volta das atividades da unidade da Globo Aves, em Lindoia do Sul, ainda está mantida para este mês de fevereiro. A informação já havia sido antecipada pela reportagem da emissora no mês de janeiro, depois que algumas fontes foram ouvidas pelo departamento de jornalismo. Os trabalhos da agroindústria foram suspensos em julho do ano passado.
As tratativas para a volta das atividades iniciaram  no fim do ano passado e ganharam força em janeiro. Alguns funcionários, como dos setores de limpeza e manutenção, já haviam retornado ao trabalho no mês passado. Outros colaboradores já teriam sido chamados para realizar exames médicos. A volta dos trabalhos deveria ocorrer logo nos primeiros dias do mês, mas um problema físico atrasou o cronograma.
Segundo fontes ouvidas, as câmaras de armazenamento e estoque, que são também conhecidos como túneis de congelamento, ficaram deterioradas com o tempo. Depois de suspensas as atividades, as estruturas foram desativadas e o descongelamento acabou danificando o concreto. Houve até a intenção de alugar outros espaços para não atrasar o retorno das atividades, mas a ideia não foi adiante. As estruturas estão sendo reformadas.
A volta dos trabalhos da agroindústria, agora, depende apenas do fim desta reforma, o que deve ocorrer em poucos dias. Autoridades de Brasília, que estiveram em reuniões com representantes da Globo Aves, já autorizaram a retomada. Ainda segundos fontes ouvidas pela emissora, com isso expectativa é que o trabalho termine em até 15 dias e o retorno das atividades ocorra por volta do dia 20 deste mês.

Prefeito em Brasília
Além disso, o prefeito de Lindoia do Sul, Genir Loli, está em Brasília nesta semana, onde cumpre uma série de compromissos. A assessoria não chegou a confirmar se a agenda contempla reuniões em relação às atividades da agroindústria no município, mas a expectativa é que ocorram alguns encontros. A informação da reativação da unidade já vem sendo ventilada há várias semanas e é um assunto recorrente em Lindoia do Sul. Os avicultores do município, no entanto, ainda não foram contatados pela empresa quanto a um possível retorno. Uma inspeção já foi realizada na sede da Globo Aves.
Em junho do ano passado a empresa anunciou que a unidade de Lindoia do Sul pararia em julho e retornaria em outubro por conta de dificuldades financeiras. Em agosto, a situação da agroindústria se agravou e ela entrou com pedido judicial, por conta dos problemas. Isso adiou ainda mais a volta das atividades em Lindoia do Sul. Quando deixou de operar, a agroindústria abatia cerca de 50 mil aves por dia.
Na época da suspensão dos contratos houve também um acerto para que o vínculo entre trabalhador e empresa continuasse. Como alguns deles se desligaram da empresa, a expectativa é que retornem cerca de 400. Sobre o pagamento do salário deles, até o início desta semana, pelo menos 65% havia sido pago, com o restante a ser quitado no decorrer do mês, bem como um acerto relacionado ao plano de saúde.

Fonte: Radio Rural, 09 de fevereiro de 2017.

http://www.radiorural.com.br/noticias/23916-estrutura-danificada-atrasa-retorno-da-globo-aves