Segundo ele, existe a opção de conceder férias coletivas para apenas determinados setores da empresa ou para todos os trabalhadores. Há a possibilidade de realizar dois períodos de férias coletivas em um ano. No entanto, nenhum deles poderá ser menor do que 10 dias.

O período de férias coletivas é determinado pelo empregador, buscando a melhor forma de ajustar os processos de trabalho. Seja qual for o período, é necessário respeitar o limite de 11 meses subsequentes trabalhados pelo empregado após a obtenção do direito a férias.

Como regularizar as férias coletivas
E o que o empregador deve fazer? Segundo o especialista, O empregador deve com antecedência mínima de 15 dias ao período das férias coletivas, comunicar a Delegacia Regional do Trabalho (D.R.T.) sobre a decisão, com dados referentes ao início e fim das férias, indicando quais os setores ou estabelecimentos atingidos.

Ele também deve enviar uma cópia da comunicação feita ao D.R.T. aos sindicatos das categorias que serão abrangidas pelas férias, lembrando que os trabalhadores também deverão ser avisados.

De acordo com Giusti, o pagamento das férias coletivas tem o mesmo formato das demais férias dadas aos trabalhadores. “Lembrando que, no caso de funcionários que não tenham completado um ano de período de trabalho, o pagamento será proporcional ao período de férias que têm direito, e o restante será dado como licença remunerada”, finaliza.

Fonte: Terra Economia, 25 de novembro de 2015.

http://economia.terra.com.br/como-encaminhar-as-ferias-coletivas-dos-funcionarios,e3614ea4fabe366c46864c8a0c265da1hjixlw4a.html