Escolas de tempo integral
Para a relatora, o estágio é uma alternativa à falta de escolas em tempo integral. “Infelizmente, nós não temos escolas de tempo integral para toda a nossa juventude. Infelizmente, os nossos jovens ficam muito ociosos no contraturno. Nós não temos atividades culturais, esportivas, que possam beneficiar essa juventude. E os jovens ficam à mercê da criminalidade, das drogas e do tráfico. O estágio muda a vida de um jovem. O jovem cresce, convive com outras pessoas, com outras mentalidades, com outros conhecimentos”, disse Josi Nunes.
Para Glauber Braga, no entanto, é preciso que o Estado ofereça escola em tempo integral, ao invés de os estudantes passarem a trabalhar porque não têm acesso esse direito.

Tramitação
O projeto tramita em caráter conclusivo e será analisado ainda nas comissões de Trabalho, de Administração e Serviço Público; e de Constituição e Justiça e de Cidadania.

Fonte: Agência Câmara de Notícias, 30 de novembro de 2015. PROPOSTA: PL-5/2015

http://www2.camara.leg.br/camaranoticias/noticias/EDUCACAO-E-CULTURA/500940-COMISSAO-APROVA-ESTAGIO-PARA-ALUNO-MAIOR-DE-14-ANOS-DO-ENSINO-FUNDAMENTAL-REGULAR.html?utm_campaign=boletim&utm_source=agencia&utm_medium=email