A partir desta quinta-feira, dia 1°, a empresa BRF começará a creditar os valores correspondentes ao período de troca de uniformes dos funcionários da BRF de Capinzal.

A empresa começa a pagar as horas extras para os funcionários que trabalharam no período de 2005 a 2010.

O pagamento é correspondente ao tempo de troca do uniforme que não era computado como jornada de trabalho, apesar de o uso do uniforme ser uma norma sanitária obrigatória.

Mesmo os funcionários que não fazem trabalham mais na empresa tem direito a receber.

De acordo com o presidente do SINDICADEZAL, Ludovino Soccol, os holerites já começaram a ser retirados na terça-feira, dia 30. Um cronograma de atendimento foi organizado e os funcionários ativos serão os primeiros a receber.

A ordem de preferência é por funcionários com mais tempo de serviço.

Os inativos serão atendidos em um segundo momento e a expectativa é que até o mês de março de 2019 todos os trabalhadores tenham recebido os valores devidos.

A empresa deverá desembolsar ao todo, um montante de aproximadamente R$ 12 milhões. Mais de R$ 5 milhões devem ser pagos ainda em novembro.

Fonte: Blog Michel Teixeira, 31 de outubro de 2018.

http://www.michelteixeira.com.br/brf-comeca-pagar-horas-extras-referente-a-troca-de-uniformes/