O protesto ocorreu por conta dos inúmeros ataques promovidos pela ministra e o presidente Jair Bolsonaro aos direitos humanos, em especial a substituição dos membros da Comissão da Nacional da Verdade

Bancada do PT na Alep: Professor Lemos (líder), Tadeu Veneri, Luciana Rafagnin e Arilson Chiorato.

Toda a bancada do PT na Assembleia Legislativa do Paraná saiu do plenário durante a solenidade de entrega do título de Cidadã Benemérita à ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Damares Alves, ocorrida na tarde de segunda-feira (12). A manifestação, dos deputados, Professor Lemos, líder da bancada, Luciana Rafagnin, Arilson Chiorato e Tadeu Veneri, ocorreu em protesto contra os inúmeros ataques promovidos pela ministra e o presidente Jair Bolsonaro aos direitos humanos, em especial a substituição dos membros da Comissão da Nacional da Verdade que apura os crimes praticados pela ditadura militar.

Ainda ontem, por exemplo, a Justiça do Rio de Janeiro determinou a suspensão do decreto que extinguiu os cargos do Mecanismo de Prevenção e Combate à Tortura por considerar que a medida representa um retrocesso para os direitos humanos. Em Curitiba, contudo, a ministra afirmou que vai recorrer da decisão, reafirmando a posição do governo federal de promover o retrocesso na luta contra a violência. O posicionamento dos deputados ocorreu também contra o desmonte de políticas públicas voltadas às mulheres, negros, homossexuais e indígenas promovidas pelo atual governo.

Fonte: Porem.net, 13 de agosto de 2019.

http://porem.net/2019/08/13/bancada-do-pt-se-retira-da-sessao-de-entrega-de-titulo-a-ministra-damares-alves/