Quem deu entrada no pedido usando a nova regra tem média de benefício mais vantajosa.

Por: Isaías Dalle • 16/02/16

O jornal “Agora SP” publicou nesta terça, dia 16, reportagem que mostra que as aposentadorias beneficiadas pela fórmula 85/95 têm valor, em média, R$ 636,11 mais alto que as demais.

A 85/95 nasceu de um projeto que a CUT ajudou a construir em 2009, e que foi aprovada em 2015. Pelo decreto governamental que instituiu a nova fórmula, essa vantagem deve durar até dezembro de 2018, quando então entraria em vigor outra regra, que aumentaria a fórmula para 90/100.

A CUT defende que essa progressividade para 90/100 seja derrubada pelo Congresso Nacional, mantendo, portanto, a regra 85/95 permanentemente.

A 85/95 é uma fórmula que permite aposentadoria calculada com base nos melhores salários dos trabalhadores, desde que a soma da idade e o tempo de contribuição atinja 85 para mulheres e 95 para homens. Assim: tempo de contribuição + idade = 85 (M) e 95 (H).

Outra batalha que se avizinha para a CUT e o movimento sindical é a proposta de reforma da Previdência que o governo Dilma promete apresentar ainda esta semana. A CUT é contra a retirada de direitos e o aumento de exigências como a idade mínima.

Fonte: Central Única dos Trabalhadores, 16 de fevereiro de 2016.
 
http://www.cut.org.br/noticias/aposentados-ganham-r-636-a-mais-com-formula-85-95-4873/