Ainda segundo os Bombeiros, o trabalhador estava realizando manutenção em um dos tanques localizado na empresa, e teria caído dentro do compartimento – com profundidade aproximada de 4m – que estava cheio de água com produtos químicos, utilizados no tratamento de peças de couro.

O corpo do trabalhador foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) de Apucarana para exame de necropsia.

IDENTIFICAÇÃO – O IML informou que a vítima foi identificada como sendo Diego Fernando de Aragão, de 24 anos, residente no Jardim Colonial, na zona leste de Apucarana.

 NOTA – Durante a tarde desta terça-feira (14) a empresa divulgou uma nota, sobre o acidente:

“Segundo relato de testemunhas e colegas de trabalho, o funcionário Diego Fernandes Aragão, 24 anos, estava em procedimento operacional na estação de tratamento de efluentes, em local aberto e arejado, quando da manutenção de limpeza da peneira, de maneira involuntária, a peneira caiu em tanque de adensamento de lodo próximo a uma área restrita e protegida”.

A vítima colocou uma escada e adentrou indevidamente no tanque que estava praticamente vazio, apesar de apelos do colega de trabalho para que não fizesse tal procedimento inseguro e não permitido.
 No fundo do tanque, a vítima veio a desfalecer, possivelmente ocasionado por asfixia de gases da fermentação do lodo orgânico.

“Imediatamente os colegas de trabalho tentaram retirá-lo, mas devido aos riscos conhecidos de tal operação não foi possível efetivar com sucesso, portanto acionaram os bombeiros rapidamente para retirada do mesmo e tentativa de reanimação”.

 Fonte: Tribuna do Norte, 14 de outubro de 2014.

 http://tnonline.com.br/noticias/especial/7,300127,14,10,acidente-de.